quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE PENICHE.

Creio que os Bombeiros Voluntários existem em Peniche desde os finais do Século XIX. Apenas recordo a sua localização no topo Sul, lado esquerdo do Largo D. Pedro V. A sua evolução só aconteceu porque, vários Homens e mais recentemente várias Mulheres, se ofereceram de alma e coração servir a sua Terra e os seus conterrâneos, em prejuízo das suas vidas familiares e não só. Ainda me recordo de um Carnaval em Fevereiro de 2015, uma situação de emergência que requeria rápida ajuda, os Bombeiros Voluntários de Peniche terem demorado, entre o recebimento da chamada até à sua chegada junto de quem precisava de ajuda, uns 15 a 20 segundos. Chama-se a isto salvar vidas. Tem sido possível manter viva esta Instituição e a sua modernização com a ajuda de todos nós pagando uma simples quota. Hoje, vésperas de Natal seria uma boa ocasião para, com uma pequena contribuição de 1€, todos nós tornarmo-nos Sócios desta Associação Humanitária. Não é só, quando necessário, pedirmos a sua preciosa colaboração para um qualquer problema, mas também, dizermos que estamos presentes para os ajudar com o pagamento de uma simples quotização mensal de 1€. Vale a pena pensar nisso e sermos solidários.



 

 


 

 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

INACREDITÁVEL.

Todos os dias e a todas as horas são estas as graves situações que assistimos na Praça Jacob Rodrigues Pereira. Há pouco. Eram 17:43 fui impedido de sair da Praça J. R. Pereira porque um “”condutor””, igual a tantos outros que continuadamente fazem o mesmo, entrou para em contramão para um estacionamento, não ligando à sinalização nem aos outros condutores e lá prosseguiu na sua contramão. É de dia e é à noite. Para quem afirma que o Centro da Cidade é bastante policiado, tenho que pedir desculpa por estas situações só acontecerem com a minha pessoa.

Exmo. Senhor Carlos Tiago, 

Encarrega-me o senhor Comandante Distrital de agradecer a mensagem que nos enviou.
A PSP informa que o Largo 5 de Outubro, Rua José Estêvão, Rua Marquês de Pombal, Praça Jacob Rodrigues Pereira e artérias adjacentes são das mais policiadas e fiscalizadas, em Peniche, por se encontrarem no centro da cidade e pela a sua configuração onde predominam artérias estreitas;
A PSP continuará a estar atenta à circulação e estacionamento naquelas artérias, no sentido de dissuadir os automobilistas que desrespeitam as regras de circulação rodoviária.
Com os melhores cumprimentos,
Célia Fiteiro        Técnico Superior





segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

GENTE CRIMINOSA.

Tentei arranjar um adjectivo mais suave mas foi este que me fez recuar a um acidente no Molhe Oeste em Fevereiro de 2014. Duas raparigas, com uma garrafa de bebida nas mãos, resolveram ir celebrar algo e fazer umas fotos em cima do Molhe Oeste, o tal onde muita gente gosta de ir quando o mar está a saltar, não obstante a autoridade marítima ter colocado no início do Molhe um cabo amarelo com fitas azuis vedando a passagem às pessoas, elas insistem em prevaricar. Convém recordar os vários acidentes que já aconteceram naquela estrutura portuária para que algo mais do que existe seja feito para intimidar os prevaricadores. Esta “gente” não coloca apenas a sua vida em perigo mas também a daqueles que terão que intervir colocando a sua própria vida em perigo. A solução está na Autoridade Portuária e na Autoridade Marítima. Desta vez valeu a intervenção de um membro do Instituto de Socorros a Náufragos que ao aperceber-se da situação saiu de imediato ao seu encontro para as avisar do perigo que estavam a correr.
 












 

 

 

PENICHE VISTO DE . . .





domingo, 10 de dezembro de 2017

sábado, 9 de dezembro de 2017

ÁRVORE DE NATAL.


Felizmente já estamos a “passar o testemunho” no que há montagem da Árvore de Natal diz respeito. Ainda não conseguimos arranjar um pequeno escadote à medida para colocação da Estrela. Acredito que já não vai ser preciso.

 

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

PROCISSÃO DE Nª Sª DA CONCEIÇÃO.

Esta tarde realizou-se a Procissão de Nª Sª da Conceição, com saída e chegada à Igreja de S. Pedro, em virtude da Igreja de Nª Sª da Conceição ainda se encontrar em obras. Após a Procissão e antes de entrar na Igreja, foi cantado o Hino a Nossa senhora e o Hino Nacional. Desde 15 de Dezembro de 1640, após coroação de Nª Sª da Conceição como Rainha de Portugal pelo Rei D. João IV.


















 

 .