sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

INCÊNDIO NA RUA DO FAROL.


Esta manhã os Bombeiros Voluntários de Peniche foram chamados a acudir a um fogo na Rua do Farol, junto à EBI 123. Felizmente o fogo, embora violento segundo testemunha no local, não atingiu propriedade ou bens, localizando-se apenas junto ao muro que cerca todo o terreno. A PSP local tomou conta da ocorrência.







 

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

O PERIGO ESPREITA NA MARQUÊS DE POMBAL.

Carta aberta à Câmara Municipal de Peniche e à Polícia de Segurança Pública.
Depois dos inúmeros reparos feitos sobre este gravíssimo problema, constatei ontem à noite, uma vez mais, viaturas a circularem (e bem), na Rua Marquês de Pombal no sentido Norte/Sul. Esta rua, conjuntamente com a Rua José Estevão, apenas com trânsito no sentido Norte/Sul e a Rua 1º de Dezembro, apenas com sentido Sul/Norte, também tinha um único sentido, Norte/Sul até que a C.M. de Peniche, vá-se lá saber porquê, retirou um sinal de proibição existente na Rua Marquês de Pombal cruzamento com a Rua dos Hermínios e, com esse disparate, possibilitou que neste momento o troço entre a Rua dos Hermínios e o Campo da República (onde se situa a Fortaleza) possa ter dois sentidos. Alerto uma vez que, segundo algumas pessoas que moram por ali perto, estão a ser mais frequente estas situações. Se nada for feito para eliminar este perigo, no caso de acontecer algum sinistro ligeiro ou grave, saberemos a quem atribuir a responsabilidade.
 


video
 

FORTALEZA DE PENICHE - QUE FUTURO?


Decorreu ontem à noite no Auditório Municipal uma reunião pública sobre o actual tema da Fortaleza de Peniche. Esta reunião partiu de uma acção conjunta da Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Peniche, com o intuito de informar e escutar a população sobre o que se passa em relação à inusitada decisão do governo português ter decidido excluir a Fortaleza de Peniche dos Monumentos degradados a serem concessionados por privados. Estranho, ou talvez não, foi a C.M.P ter sido ouvida pelo governo para dar o seu parecer positivo para a inclusão da Fortaleza de Peniche no pacote de Monumentos a terem essa possibilidade de recuperação e “esquecida” da decisão unilateral de excluir Peniche desse pacote. Tal como previsto, a sala encheu-se de gente ansiosa por perceber o futuro da nossa Fortaleza. Gentes de Peniche que, de um modo geral, apoiavam e apoiam uma intervenção na degradada Fortaleza, tanto estruturalmente como museologicamente e algumas gentes de fora que, na minha opinião se preocuparam mais com as cores partidárias, desconhecendo a “morte anunciada”, económica e culturalmente, desta Cidade. Ficamos a aguardar novas reuniões públicas de esclarecimento sobre este assunto que está a mover pessoas de todos os quadrantes e sensibilidades. P.s. só uma pequena nota em relação ao nosso pequeno Auditório; é uma pena esta nossa tendência de pensar e executar miudinho. Estranhamente também, estavam 6 lugares, ocupados por papéis, e várias pessoas em pé por falta deles. Algo a corrigir em próximas reuniões.
 











 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

JÁ ABRIU A NOVA ALAMEDA.

Já foi aberta a nova Alameda entre o Santuário dos Remédios e o IPL – Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar. Esta abertura só foi possível graças à sensibilidade de um munícipe; o senhor Luis Almeida. Naquele local havia um prédio do qual era proprietário, e aquando da inauguração deste polo Universitário em Peniche, logo aí mostrou aos responsáveis camarários a sua intenção de doar este imóvel, com a finalidade única de ser demolido e, em sem lugar, proporcionar uma Alameda desde o Santuário até ao IPL proporcionando assim uma vista magnífica para e do Santuário e do próprio IPL. Além dessa cláusula havia ainda a condição de jamais naquela Alameda ser utilizada para um parque automóvel. Agora que a demolição já se concretizou aguardamos a finalização da obra, para podermos aferir o embelezamento do local.
P.s. se todos estacionarem perpendicularmente, vai ficar mais estreita a Alameda e vai criar problemas de cruzamento de viaturas. Digo eu.
 





 

sábado, 24 de dezembro de 2016

CARTA ABERTA AO MENINO JESUS.

De repente, apeteceu-me. E tudo porque, depois de ir ver “O Lago dos Cisnes”, pensei para comigo: quantas pessoas de Peniche, em particular crianças, têm, de há anos a esta parte, acesso à CULTURA? À Cultura de visitar Bibliotecas, de visitar Museus, de visitar Monumentos Nacionais, de ver um bom filme para a sua idade, de assistir aos concertos para jovens? Peniche é a única Cidade da Região Oeste que não tem um local apropriado para a maioria desses eventos culturais, tais como, um Auditório Municipal, uma Sala de Cinema, um Pavilhão Gimnodesportivo. Durante anos, demasiados anos, cultivou-se e continua a cultivar-se a ignorância cultural, como se de uma coisa natural se tratasse. E, ainda mais preocupante, foi nada ter acontecido em sentido contrário por parte dos seus habitantes. Sinto que se acomodaram. Não obstante, isso não é a realidade. O Município tem ao seu dispor um autocarro moderno, cómodo. Tem bons motoristas. Temos, felizmente, excelentes professores. Que raio estará a acontecer para a Cultura não poder ser distribuída por eles? Desde que tenho memória sempre me ensinaram que eras Tu, Menino Jesus, que trazias os presentes na próxima noite e, aproveitando a data do Teu aniversário, peço-te do coração que tragas a esta terra um pouco mais de Amor, um pouco mais de Solidariedade e um pouco mais de Fé. As nossas crianças precisam muito desses presentes para que, quando forem crescidos como nós, poderem dizer aos seus descendentes que Peniche é uma terra onde vale a pena viver. Assim como está só os vemos a abandonar “o barco” e irem “navegar” para outras terras. Há um pequeno senão; a minha casa não tem chaminé, por isso e se estiveres de acordo, podes deixar os presentes pedidos nos próprios locais. Um xi coração.
 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

O LAGO DOS CISNES.

Assisti ontem em Lisboa à exibição do bailado “O Lago dos Cisnes” pelo Russian Classical Ballet, no Teatro Tivoli-BBVA. Para quem, como eu, que há largos anos ansiava ver esta obra-prima do ballet clássico, foi a minha grande oportunidade. Assisti à magistral exibição do Russian Classical Ballet, com o encanto musical de Tchaikovsky, onde um príncipe, que procurava a sua idealizada mulher, revê-a, apaixonadamente, na leveza e suavidade de um cisne. Afinal, o cisne era uma lindíssima princesa encantada.
 













   

POR SER NATAL, OFEREÇO ESTAS DUAS SUGESTÕES.

Tendo em atenção o estado de perigosidade a que a rampa do Salva-vidas chegou, dou estas duas sugestões para que, de uma maneira mais alegre e mais vistosa, se evite um qualquer acidente com embarcações ou pessoas. Um Santo e Feliz Natal para a Docapesca.
 


 

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

DUAS NETAS, DUAS BENÇÃOS.

Quando a nossa neta Joana Alexandre Tiago ganhou, em dois anos consecutivos, o prémio para o Cartão de Natal da Nike, aos 6 e novamente aos 7 anos, estava muito longe de imaginar que, passados quatro anos, caberia a vez da neta mais nova, Sofia Alexandre Tiago, concorrer pela primeira vez e ganhar esse mesmo prémio. Ambas, garantidamente, não saíram ao avô, que era e continua a ser um desastre em desenho e em composição. Parabéns queridas netas.

We have a winner of the Christmas postcards contest: she is Sofia Tiago, 6 years old, daughter of  Joao Tiago member of our Sales team in Lisbon.We want to thank all the kids that took part on the contest and to the 130 employees that casted their vote. We encourage you to use it as your corporate postcard for clients, partners, colleagues etc.
 

 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

QUEM SÃO OS RESPONSÁVEIS PELA "CONFUSÃO"?

Vamos lá ver se consigo arranjar adjectivos que identifiquem o meu estado de alma sem ofender terceiros. Há anos resolveram fechar ao trânsito o Largo 5 de Outubro e, por acréscimo, à rua José Estêvão, colocando um sinal de proibição no lado errado da via. “Bora lá” pessoal a passar que o sinal não vale. Reconhecido o erro, “bora lá” e colocaram mais um sinal de proibição, agora no lado correcto, o lado direito. “Bora lá” pessoal a passar na mesma que ninguém liga a esta coisa de dois sinais. Foram colocados 4 sinais e o resultado; “bora lá” pessoal que eles estão a gozar connosco. Tempos depois colocaram outro sinal, no final da Rua 13 de Infantaria, desta vez de proibição de virar à esquerda para o Largo 5 de Outubro. “Bora lá” pessoal que isto é tudo fantasia. E toda a gente incumpre com os sinais. Entretanto na Câmara alguém diz; “bora lá” pessoal e vamos semear estacas. E elas lá nasceram como as ervas nas ruas de Peniche. Então alguém para para pensar e diz; será que os camiões de cargas e descargas conseguem passar? “Bora lá” pessoal dos Bombeiros a fazer a experiência depois da “cerca” montada. “Ai cum caraças” que não dá. “Bora lá” pessoal retirar uma mão cheia de estacas e recuar uns bons centímetros. Yes Yes agora já passam. Já agora, “bora lá” pessoal a não partir mais estacas, pois qualquer dia não há para substituir. Com tanta alegria, com tanto foguete, esqueceram-se de uma simples boca-de-incêndio entaipada por um banco. “Boralá” pessoal a corrigir de novo. O Carnaval em Peniche começa sempre mais cedo.